quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Deliveries gone wild

Sabe aquela taxa absurda que as empresas de transporte cobram para entregar nossos documentos em SP/ México/ Canadá???? Então, bom é saber que nossos documentos ou encomendas são tratadas com tanto carinho e por profissionais extremamente satisfeitos com seus trabalhos...



Abraços,

Lois

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

E o Rio de Janeiro continua lindo...

Eis que hoje, eu, Lois, levei três horas para chegar ao trabalho.... o motivo??? Assistam o videozinho neste link: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2012/11/usuarios-de-crack-fogem-para-av-brasil-rio-para-escapar-de-operacao.html 
 
É ou não é a Cidade Maravilhosa, da Copa e das Olimpíadas? Dá ou não dá um orgulho de morar aqui???
 
* Tentei encontrar o link apenas com o vídeo, mas minhas habilidades em TI não permitiram... =)
 
Bjs, boa semana a todos, e que Deus nos proteja dessa confusão toda!

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Journal de Montréal


Amigos, assinamos o Journal de Montreal – edição on line - link aqui. É um jornal diário, parecido com O Globo, com as principais notícias de Montral e do Canadá em geral, em francês. Bom pra ficar por dentro do que acontece por lá, além de praticar o francês.
A assinatura te dá o acesso ao jornal completo – o mesmo vendido em papel em Montreal, disponibilizado como um pdf interativo (você pode passar as páginas, dar zoom em um artigo ou foto, etc). O custo da assinatura é US$ 10,00/mês, e achamos que vale a pena.
O site do Journal de Montréal também é bem interessante e informativo, e sem custo!
Abraços,
Lois e Brian

terça-feira, 16 de outubro de 2012

100 dias

Salut tout le monde!!!!
 
Bom, nessas últimas semanas vimos que o pessoal que está no processo federal tem recebido ótimas notícias, um exemplo disso foi a mudança de status no e-cas de algumas pessoas, assim como o pessoal do provincial de 2011 que está sendo convocado para as rodadas de entrevistas que acontecerão no Rio e no Nordeste.
 
Para nós que enviamos o dossiê em Jun/12 e estamos esperando notícias da etapa provincial, há um sentimento de angústia em ver toda essa movimentação, enquanto com o pessoal de 2012 NADA ACONTECE. Fizemos os cálculos, e se estiverem certos, nossa pontuação é 67... como o mínimo para passar sem entrevista é 57 (de acordo com a palestra), nosso CSQ deve chegar em casa!

 
Se por um lado estamos ansiosos por notícias do consulado, por outro estamos tocando nossas vidas por aqui e tratando a imigração como um projeto de longo prazo (que deve acontecer, de fato, daqui a uns 3 anos).
 
Eu, Lois, continuo no mesmo emprego de sempre, o Brian trocou de empresa, e estamos aguardando a entrega das chaves do nosso apto! Pois é, no meio dessa confusão toda de imigração, estamos montando nossa casa aqui no Rio... Acho que isso vai nos manter bem ocupados pelos próximos meses, tirando o foco da imigração.
 
À bientôt,
Brian & Lois

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Resumão da Palestra Rio de Janeiro – 19/09/2012

Fomos ontem à palestra do BIQ aqui no Rio, que aconteceu no CEFET. Estava marcada para às 18:45, mas começou com uns 15 minutos de atraso, já que ninguém achava a extensão para ligar o Datashow (segundo a responsável do CEFET, culpa dos organizadores da palestra que não avisaram que usariam notebook, Datashow)...

Depois de procura a extensão daqui, procura dali, e nada, tiveram a brilhante ideia de nos transferir para outro auditório, cuja capacidade era ¼ do anterior. Conclusão, durante a palestra olhei para trás e várias pessoas tiveram que ficar em pé, já que não tinha cadeira pra todo mundo. Sem contar o calor...

A palestra começou com um jabá da diretora regional da Aliança Francesa, Maria Cecília, que durou nada mais nada menos que 30 minutos. Disse como os cursos são maravilhosos, blá blá blá, e nós ainda aprendemos que a Aliança Francesa é uma instituição sem fins lucrativos... Jura??? Pensei que os R$400,00 que pagava todo mês geravam lucro pra alguém...

Finalmente, a Perla Aro entrou. Super simpática, gente como a gente, e fala português muito bem. Dentre as principais informações, ela afirmou que o tanto o prazo do processo provincial de Quebec quanto o do Federal estão em 12 meses, ou seja, em dois anos você está com tudo ok para ir pro Canadá. Além disso, o BIQ só está avaliando dossiês brasileiros no momento, para compensar o atraso ocorrido com a mudança SP x México.

Ela também falou sobre as entrevistas, que vão ocorrer aqui no Brasil, durante 7 semanas, a partir de 05 de novembro. Para os que enviaram a documentação após as mudanças (nosso caso), a expectativa é que, para os que alcançaram a pontuação requerida, o CSQ chegue em casa, sem a necessidade de entrevistas. Os que não alcançaram a pontuação, faltando até 6 pontos, serão convocados para a entrevista, como uma “segunda chance”... rs

Sobre o sistema de pontuações, a Perla enfatizou o tempo todo que as pessoas que ainda vão aplicar devem focar MUITO no nível de francês, pois é um dos principais requisitos que o BIQ avalia (e um dos itens que dá maior pontuação).

Sobre as traduções, segundo a Perla só seria necessário traduzir os documentos Acadêmicos e de Experiência Profissional. Ou seja, morremos num dinheiro desnecessário, pois traduzimos certidão de nascimento, contrato de conta conjunta, etc...

Outras dicas foram:

- Envie junto com o dossiê seu currículo atualizado, em inglês ou francês.

- O processo é impossível para médicos e advogados, pois teriam que cursar novamente a faculdade lá, não há equivalência de diploma. Logo, tais profissionais não seriam selecionados pelo consulado. =/

- Entre em contato com o conselho que regula sua profissão e se informe dos requisitos para equivalência de diploma enquanto ainda estiver no Brasil.

- Caso queira receber uma Newsletter com as atividades do Escritório de Imigração no Brasil, envie um e-mail para qc.saopaulo@mri.gouv.qc.br (Não adianta mandar e-mail para este contato perguntando sobre o processo, eles não vão responder! Rs)

- Se você tiver qualquer dúvida sobre o processo, ligue para o escritório, pois os e-mails demoram a ser respondidos.

Saímos da palestra com o alívio de que o CSQ provavelmente chegará sem entrevistas, como já haviam anunciado em outros blogs. Contudo, a palestra é muito mais útil e informativa para os que ainda vão iniciar o processo, já que não traz muitas novidades aos que estão aguardando o Consulado.

Abraços,
Lois e Brian

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

The one horror story that’s missing when Canadians talk about health care

Oi pessoal,
 
Assisti recentemente ao filme Sicko, do diretor Michael Moore, que mostra o quanto os americanos sofrem com os planos de saúde, já que a saúde pública é praticamente inexistente. O filme ainda faz um comparativo com os sistemas de saúde do Canadá, Inglaterra e França, que são totalmente gratuitos, e funcionam muito bem, de acordo com o filme.
Imagine se o Michael Moore morasse no Brasil, e quisesse fazer um filme para tudo que não funciona por aqui... rs
Acompanho também o site do diretor, que sempre tem uns artigos bem legais. Encontrei esse, da Dra. Jen Gunter, obstetra e ginecologista, que faz um comparativo entre saúde nos EUA x saúde no Canadá:
 

The one horror story that’s missing when Canadians talk about health care

I just spent a week in Canada. Most days were spent enjoying the glory that is a Manitoba summer on the sandy shores of lake Winnipeg, the kids playing in the water and building sandcastles while the parents chatted.
 
As often happens, when people find out that I’m a doctor, the conversation turns to medicine. I don’t think this is because I’m special somehow, but since everyone requires health care and almost always has a friend or family member struggling with some health issue it’s a common ground. People are eager for insider information. Unfortunately, most of the times people recount horror stories, although I suspect if I were a pilot conversation would veer to the travel industry and we’d all talk about the longest time we sat on the tarmac or the worst flight we ever endured.
 
I heard a story about a young woman, age 42, who felt she had to bully her doctor into an annual mammogram instead of every two years. She had no specific risk factors for breast cancer, but wanted a yearly screen. She was successful, and at her yearly mammogram a cancer was diagnosed (fortunately stage 1). Unfortunately, she was going to need chemo and radiation, but thankful it was caught and that she had advocated for herself. I have heard very similar stories south of the border as well.
 
I heard a story about an elderly father with a severe gastrointestinal bleed while he was in the hospital. How the bed filled with blood in front of the family. How the brand new Intern muffed explaining the DNR and the agony of deciding whether or not to surgically intervene in this situation. This too is familiar territory.
 
I heard about transfers to hospitals because more acute care was needed.
 
I heard about post-operative infections.
 
And I shared my own mother’s issues, a hip replacement in December where the fracture was missed on the post operative x-ray. A few days after coming home the fracture grew and her femur shattered. She was taken by ambulance to the hospital and needed both a second hip replacement and the fracture required an intricate system of pins and wire. I spoke about how she spent 6 weeks in an inpatient hospital getting intense rehabilitation and eight months later was still getting physical therapy.
 
I heard nothing about co-pays, nothing about fighting with an insurance company to get a drug or procedure approved, and nothing about limits to the allowed number of physical therapy visits a year.
Money was startling absent from every conversation about health care.
 
I got back to the cottage and poured a glass of wine from the $9 bottle that cost me $16 at the Liquor Commission in Winnipeg and reflected on the conversation at the beach.
 
I’d rather pay more for my wine and not worry about affording health care than the other way around.

Fonte: http://www.michaelmoore.com/words/mike-friends-blog/one-horror-story-s-missing-when-canadians-talk-about-health-care

Abraços,
Lois

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

SPCA de Montreal - Mudanças na legislação referente a animais considerados "perigosos"

Olá pessoal,

Conforme noticiado no site da SPCA de Montreal, e também pelos amigos do blog Cariocas no Quebec, há um novo projeto de lei em Montreal que propõe que os cachorros considerados perigosos sejam sacrificados. Para ser considerado "perigoso", basta que o cão seja acusado de causar qualquer ferimento a humanos ou outro animal, mesmo que seja um arranhão, ou que ele estivesse apenas tentando se defender ou defender o dono de algo.
Nós, que dividimos a casa com três rottweilers que têm alma de poodle, estamos indignados e preocupados ao mesmo tempo. Sabemos que os cachorros, especialmente os de grande porte, podem nos arranhar durante uma brincadeira, e nem por isso são perigosos. Além disso, caso algum estranho tente entrar em nossa casa, nossos cachorros provavelmente atacarão, mas de quem é a culpa? Do cachorro que está defendendo seus donos, ou do estranho que entrou sem permissão???

Segue o texto publicado pela SPCA:

La SPCA est extrêmement préoccupée par le nouveau règlement proposé par la Ville de Montréal concernant les chiens dangereux

Le 2 août 2012, dans Nouvelles, par spca 
                
Le 26 juillet 2012, Wicca, une chienne déclarée dangereuse par la Ville de Montréal, a été mise à mort à la fourrière Le Berger Blanc, après que la Ville ait refusé de prendre en compte le rapport d’un vétérinaire comportementaliste certifié qui avait évalué Wicca. L’histoire de Wicca, qui a soulevé l’indignation ici et dans le monde entier, met en évidence les failles du règlement actuel en matière de contrôle animal de la Ville de Montréal.
De plus, le nouveau règlement qui sera mis de l’avant sous peu par la Ville est encore plus problématique, puisqu’il prévoit l’euthanasie obligatoire et automatique de tout chien ayant causé une lacération de la peau, peu importe le contexte ou la gravité de la blessure. Si un chien égratigne superficiellement un autre chien en jouant dans un parc à chien ou s’il mord quelqu’un en essayant de se défendre, la Ville serait tenue de condamner ce chien à mort. Ce nouveau règlement pourrait donc causer la mort de centaines et même de milliers de chiens, dont bon nombre ne posent aucun danger réel. Par ailleurs, les propriétaires de chiens qui souhaitent contester l’ordre d’euthanasie ne disposeraient que de 24 heures pour obtenir une évaluation comportementale de leur animal. Ce délai est insuffisant puisque le temps d’attente pour consulter un tel spécialiste à Montréal est typiquement d’au moins une semaine.
La SPCA de Montréal invite les citoyens à communiquer avec le bureau du maire afin d’exprimer leur inquiétude au sujet du règlement actuel et du règlement futur proposé par la Ville et de demander que ces règlements soient modifiés de sorte à assurer la sécurité du public sans pour autant imposer des conséquences injustifiées aux animaux et aux citoyens de Montréal.
Un modèle de lettre adressée à la Ville de Montréal pour ceux et celles qui y résident est disponible ici. Veuillez la télécharger et la faire parvenir au maire de Montréal.
Un modèle de lettre adressée à la Ville de Montréal pour ceux et celles qui n’y résident pas actuellement est disponible ici. Veuillez la télécharger et la faire parvenir au maire de Montréal.
Merci de votre collaboration!

Modelo de carta a ser enviada ao prefeito de Montreal para os que residem em Montreal: http://www.spca.com/wordpspca/wp-content/uploads/2012/08/letter-from-citizens-to-mayor-french-FINAL.docx

Modelo de carta a ser enviada ao prefeito de Montreal para os que não residem em Montreal: http://www.spca.com/wordpspca/wp-content/uploads/2012/08/letter-from-citizens-to-mayor-non-montreal-french-FINAL.docx

Obrigada,

Lois e Brian


quarta-feira, 1 de agosto de 2012

O nosso cartão NÃO bloqueou o débito \o/

Amigos, o consulado conseguiu debitar a taxa de 906 dólares canadenses em nosso cartão de crédito!
Estávamos super apreensivos se nosso banco ia bloquear ou não a taxa, mas na sexta-feira, dia 27/07, tivemos a confirmação que o valor já estava em nossa fatura.
Minha dica então para quem ainda vai enviar os documentos ou ainda não teve o débito no cartão é:
- Ligar para o banco/operadora do cartão avisando que vai haver um débito no valor de XXX, em dólares canadenses, referente ao consulado canadense, e que poderá ocorrer no período de um ano a partir de hoje (nunca sabemos quando vão debitar o cartão de fato, então é melhor deixar avisado para o ano inteiro);
- Anotar protocolo da ligação, nome da atendente, dia e horário (caso o banco bloqueie o débito depois, dá pra pelo menos processar);
- Torcer para que seu banco proceda conforme o solicitado.

Além disso, é importante ter paciência para explicar de-ta-lha-da-men-te o que você quer, pois a atendente que falou comigo primeiro achou que eu tinha comprado alguma coisa e não me lembrava da data, depois imaginou que seriam parcelas mensais do consulado... mas no final deu tudo certo, e isso é que importa!

Abraços,
Lois e Brian

quinta-feira, 26 de julho de 2012

E-mail de confirmação do BIQ - Recebimento dos documentos

Pois é, mes amis, chegou!!! O tão aguardado e-mail confirmando que nossos documentos começaram a ser analisados chegou:

"Objet : Ouverture de votre dossier – perception de frais par carte de crédit
Madame,
Nous confirmons l'ouverture de votre dossier et accusons réception de votre règlement d’un montant de _$906_ effectué par carte de crédit. La présente lettre atteste donc de la perception des frais afférents à l'étude de votre Demande de certificat de sélection du Québec.
Votre dossier est à l'étude. Vous recevrez un courrier de notre part au cours des dix (10) prochains mois vous informant de la suite que nous donnerons à celui-ci. Pour connaître le délai moyen de traitement des dossiers, veuillez consulter le site :
Compte tenu du volume important de demandes qui nous sont soumises, nous ne répondons pas aux demandes concernant l’état ou le statut du dossier. Nous tenons également à vous souligner que la teneur de nos dossiers étant strictement confidentielle, nous ne donnons aucun renseignement par téléphone sur des demandes d'immigration.
Nous vous remercions de votre intérêt pour le Québec et vous prions d’agréer, Madame, l’expression de nos meilleurs sentiments."

Bom, o e-mail não diz muita coisa, é apenas um “senta e espera”, mas tira um pesinho das costas saber que nossos documentos estão de fato no consulado, e já começaram a ser olhados. Agora vamos torcer para nosso banco não bloquear o débito no cartão!!! (Já ligamos e avisamos, mas nunca se sabe, né...)

Abraços!

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Toronto Beer Festival

Este mês é o mês do 18º Toronto Beer Festival, o maior festival do tipo que ocorre anualmente no Canadá. Segundo o site do evento, este ano serão mais de 200 marcas de cerveja do mundo todo, organizadas em tendas no Exhibition Place.
Nós fomos ao Toronto Beer Festival do ano passado, e só temos uma palavra para descrevê-lo, Awesome! O Exhibition Place é um parque com bastante espaço, e lá os expositores de cerveja montam suas tendas, além disso há barraquinhas com comidas, música ao vivo, num clima bem família. Não vimos ninguém bêbado fazendo besteira, todos muito educados, cada um na sua.
Com o ingresso básico, você tem direito a 5 tokens, ou seja, 5 copinhos com “amostras grátis” da sua escolha, basta chegar na tenda da cerveja escolhida e pedir! Ano passado, havia expositores locais e marcas famosas, como Budwiser, Bud Light, Moose, entre outras.
Abaixo, algumas fotos que tiramos no festival do ano passado:


sexta-feira, 6 de julho de 2012

Nossos documentos chegaram ao consulado!



Ontem o prazo dado pelos Correios para a entrega de nossos documentos expirou, e hoje, ao entrar no site, o status ainda era o mesmo – “Documentos enviados para o México”.
Liguei para os Correios, e o senhor que me atendeu, muito educado e solícito, abriu uma solicitação de rastreamento da encomenda. Logo depois, recebi um e-mail dos Correios avisando que a encomenda já havia sido entregue e que eu poderia rastreá-la através do site dos Correios do México. E voila, está entregue!!!
Então, dica para quem ainda vai enviar os documentos: O serviço de EMS dos correios funcionou, pelo menos para nós, perfeitamente e não tivemos nenhum tipo de problema (e custou uns R$100,00 a menos que a DHL ou Fedex). Além disso, depois que a entrega sai do Brasil, é possível rastrear pelo site do Correos de México (coisa que na agência dos Correios ninguém tinha me avisado! Rs).
Abraços,
Lois e Brian

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Tradução juramentada - Indicações

Amigos, queria ter feito este post antes, mas como estávamos na correria para enviar logo os documentos (pegamos as traduções na quarta passada e enviamos nosso dossiê no dia seguinte), só vou conseguir falar sobre as traduções juramentadas agora.
Solicitamos orçamento a alguns tradutores juramentados particulares, porém uma me deu um fora quando eu liguei pra ela (assunto para outro post) e outra ia trabalhar para o Rio +20. Verificamos que o preço não variava muito, todos seguiam a tabela.
Optamos então por fazer na Fidelity, uma empresa que tem escritório em São Paulo, no Rio, BH, Curitiba, POA, Brasília e Miami. Recebemos um atendimento super profissional, e os documentos ficaram prontos um dia antes do prazo.
As traduções foram feitas em inglês mesmo (no consulado nos informaram que podia ser inglês ou francês - traduções em inglês são mais baratas), e, para os que ainda vão entrar no processo, se preparam para gastar uma boa grana com traduções.

Contatos Fidelity Rio de Janeiro
Av. Rio Branco, 45 – 16º andar – Sala 1601
Centro – Rio de Janeiro – RJ
CEP: 20090-003
Tel.: +55 (21) 2507-1988
Fax: +55 (21) 2507-1282
E-mail:
rj@fidelity.com.br
Abraços,
Lois

domingo, 1 de julho de 2012

Envio de documentos - Valendoooo!!!!



No dia 28/06/2012, enviamos finalmente nosso pacotinho!!!! Viramos a noite de quarta pra quinta ajeitando a pasta, organizando o índice e preenchendo alguns formulários. Na quinta, quando conseguimos acordar, revisamos o trabalho, percebemos que tínhamos feito umas coisinhas erradas, consertamos, imprimimos os forms e fomos atrás de uma companhia de envio.
Estávamos em dúvida entre os correios e a DHL. Fedex também seria uma opção, não fosse tããão mais cara, e, pesquisando, também encontramos reclamações. Fomos na DHL, mas não havia embalagem disponível para nossa pasta (dica: levem seus documentos/pastas devidamente embalados de casa), e ficamos com medo de enviar embalado em papel pardo. Se quiséssemos enviar numa caixa, teria que ser a de 4 kg, gigante, e o preço era caríssimo. Fomos então aos correios, encontramos um atendente disposto a nos ajudar, e conseguimos uma caixa do tamanho exato da nossa pasta. Depois, pesquisando no Google, vimos que a DHL possui praticamente as mesmas reclamações que os correios em relação a prazo de entrega, extravio de encomendas... ou seja, acho que fizemos uma boa escolha.... rs

Os correios possuem um serviço de entregas no exterior (EMS), com prazo de 3 a 5 dias úteis e código de rastreamento. Nossa caixa ficou com 2,5Kg (não sabíamos que estava tão pesada!), e o preço do envio foi cerca de R$150,00. Acredito que até a próxima quinta nossos documentos estarão no Escritório de imigração.
 Abraços,
 Aller au Québec

sábado, 30 de junho de 2012

Playmobil - RIo de Janeiro

Estava de bobeira na internet, quando achei a foto abaixo:


Seria trágico se não fosse cômico né? Lógico que é apenas uma brincadeira, com um fundinho de verdade...
Talvez seja por isso que eu não vejo a hora de ir pro Canadá...

Abraços,

Lois

sábado, 16 de junho de 2012

A saga dos documentos

Essa semana eu e o Brian tiramos uns dias de férias para tentar resolver nossa papelada a ser enviada para o Québec. Vimos que estávamos postergando a enviada dos documentos, na verdade mais por falta de tempo do que por preguiça mesmo, e essa semana foi fundamental para praticamente resolvermos as coisas. Só estão pendentes algumas coisinhas pequenas e a tradução juramentada. Praticamente já juntamos e autenticamos todos os documentos.
Esse post é para contar nossas principais dificuldades em conseguir os documentos (e explicar pras pessoas exatamente o que precisávamos).
Declaração dos empregos
Por que o Québec inventou essa declaração???? Só a carteira de trabalho não basta? rs Simplesmente tivemos que virar atores para consegui-las...
Nos trabalhos anteriores, foi moleza. Dissemos que precisávamos da declaração para uma pós, um curso, e pronto, dentro de uma semana, conseguimos sem maiores transtornos.
O difícil foi conseguir na empresa atual, afinal, como explicar pro RH que você precisa de uma declaração nos moldes exigidos pelo consulado (horas trabalhadas, descrição das funções, cargos ocupados, etc), e não está querendo trocar de emprego?
O que fizemos foi contar que nas nossas férias iríamos para um país distante, e precisávamos de tal modelo de declaração, exigida pelo consulado deste país.
Não foi a forma mais honesta, mas foi o melhor que deu pra fazer.

Copie certifiée conforme
Nossa segunda luta foi com nossos respectivos colégios/faculdades.
Por que o Canadá exige uma cópia certificada para diplomas? Só uma autenticação não bastaria? Rs
Tiramos cópias dos diplomas e histórico do ensino médio e faculdade, autenticamos no cartório e fomos nas escolas/faculdades que estudamos, fazendo cara de coitados e explicando a situação. A única instituição que realmente entendeu o que queríamos foi o colégio onde eu, Lois, estudei. No colégio do Brian, conseguimos uma declaração que ele estudou lá, pois a coordenadora falou que não podia carimbar a cópia do diploma. Custava? Rs
Nas faculdades, tivemos a costumeira recepção “calorosa” de quando você chega pedindo alguma coisa que depende deles... Mas no final encontramos pessoas solícitas e dispostas a nos ajudar, e os diplomas estão devidamente carimbados.

Ainda falta também preenchermos os formulários, estamos tomando coragem... =)
Abraços,
Lois e Brian

Life in Canada - Bring it on

Awesome!!!

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Checklist de documentos


Boa noite pessoal,
Estamos na correria para juntar os últimos documentos, levar no cartório, traduzir o que tem que ser traduzido, etc. Isso tudo é assunto para um próximo post.
Abaixo, divulgo o NOSSO checklist de documentos a serem enviados. Ressalto que cada casal deve preparar seu próprio checklist, sempre usando como base o formulário disponibilizado pelo site de imigração.
Aos amigos que já enviaram seus documentos, se acharem qualquer falha ou documento pendente, por favor nos avise URGENTE!!!!!!! rs

Item Checklist documentos Quebèc Tradução Demande de certificat de selection
Item Formato exigido
1.0 Certidão de nascimento X 10 Cópia autenticada
2.0 Histórico ensino médio X 18 Cópia certificada
3.0 Diploma ensino médio X 18 Cópia certificada
4.0 Diploma da faculdade X 18 Cópia certificada
5.0 Histórico faculdade X 18 Cópia certificada
6.0 Declaração de IR (2009, 2010 e 2011) X N/A N/A
7.0 Declaração de trabalho X 20 Original
8.0 Cópia do extrato FGTS X 21 Original ou cópiaautenticada
9.0 Certificado LSC N/A N/A
10.0 Cópia do passaporte 10 Cópia
11.0 Comprovante TOEIC N/A N/A
12.0 Prova de Conjoint de fait X 11 Original ou cópiaautenticada
X Autorização de transferências - Lois X
X Autorização de transferências - Brian X
X Contrato conta conjunta X
X Extrato conta conjunta X
13.0 3 últimos contracheques X 22 Cópia
Carteira de trabalho X 20 Cópia autenticada
Comprovante FCE N/A N/A
Comprovante TCFQ 28 Original
Comprovante IELTS 29 Original
Foto no formato do passaporte 17 Original
Cópia do Visto Canadense 30 Cópia

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Carta ao meu filho que vai nascer - Revista Época

Texto retirado da Revista Época (http://colunas.revistaepoca.globo.com/mulher7por7/2011/11/26/carta-ao-meu-filho-que-vai-nascer/), da jornalista Martha M. Batalha, brasileira que mora em Nova York:

"Gabriel,
Faltam três meses para você nascer. A primeira coisa que eu vou fazer quando você chegar é ver o quanto você se parece comigo ou com o seu pai. Mas, mesmo que você tenha meus olhos grandes e negros, mesmo que tenha a mesma carinha redonda, eu tenho medo de todo o resto ser muito, muito diferente de mim.
Você vai nascer americano.
Você nunca vai saber o que é poder andar o ano inteiro de short, camiseta e sandália Ortopé. Não vai saber o que e ir à feira domingos de manhã, não vai escutar o homem gritando na praia Biscooooito Globo. Não vai me ouvir reclamando porque você me pediu pra eu te levar pela centésima vez às grutas do Parque Lage. Não vai chorar porque os girinos que capturou no Jardim Botânico não aceitaram o pão que você deixou e apareceram boiando na tapeware com água depois de três dias. Você nunca vai saber o que é ir todos os anos na Loja Bonita pra comprar a roupa do seu aniversário. Não vai poder fugir para a casa dos avós quando brigar comigo. Não vai escutar a música do Jornal Nacional e saber que é hora de dormir. Vai pedir cupcakes em vez de bolo de milho. Sesame Street em vez de Sitio do Pica-Pau Amarelo.
É por isso que numa noite qualquer do meu futuro eu vou acordar com olhos arregalados e peito apertado que nem rosbife em barbante, pensando que você me esquecerá logo, porque a sua realidade vai ser completamente diferente da minha.
Pra você, junho não vai ser mês de festa junina, 12 de outubro não vai ser Dia das Crianças. Quem chegar por último não vai ser a mulher do padre e escolhas não serão feitas por unidunitê. Não vai ter primos pra brincar, não vai ter primos pra brigar. A Floresta da Tijuca não vai ser o seu quintal, e sua língua nunca vai ficar roxa de comer sacolé de uva. Você não vai ver Pluft no teatro Tablado e não vai ter medo da Cuca. Não vai saber o que é ter uma jabuticabeira no quintal ou torcer pelo Botafogo.
Mas ao menos vai saber o que é um choro do Pixinguinha e quem foi Vinícius de Morais. Porque eu vou estar na sua cama todas as noites contando histórias deste lugar de onde eu vim, lendo Lygia Bojunga e Monteiro Lobato. E quando não forem histórias de livro serão histórias de mim. Na sua cabeça, o Brasil vai se tornar esta terra distante e exótica, onde ainda é possível encontrar nas matas saci pererê e mula-sem-cabeça. Onde todo mundo dança por uma semana todo o ano. Onde espíritos de pretos velhos podem tomar pessoas. Onde um poeta chamado Chico colocou em versos toda a história do pais, e uma praia em frente a uma imensa lagoa contém as mulheres mais bonitas do mundo.
Vai ser tanto meu empenho em te formar brasileiro que talvez eu consiga te fazer dividido como eu. Mas, olha, isso e bom. Existem várias janelas de se ver o mundo, e você terá pelo menos quatro – a brasileira, a americana, a portoriquenha e a cubana – consulte seu pai sobre as últimas duas, que de assuntos caribenhos entende ele.
Mas prometo não ser também completamente brasileira, pra me adaptar a este mundo que é todo seu e apenas metade meu. Prometo ser a melhor mãe americana que eu puder. Prometo aprender a fazer bolos em formato de castelos, balões e elefantes, só porque todas as mães dos seus amigos precisam ser parecidas com a Martha Stweart – e você precisa que eu seja parecida com a mae dos seus amigos. Prometo aprender a comer peru no Thanksgiving – desde que eu possa repetir a receita no Natal, porque Natal de verdade se faz com peru, calor e rabanadas. Prometo te vestir de Ninja para juntos batermos de porta em porta pedindo doces em 31 de outubro. Prometo um dia me esforçar e aprender a viver numa destas casas de subúrbio longe de tudo e para onde todos vão, pra que você tenha um jardim com balanço e casa na árvore. Prometo deixar você pedir no restaurante um cheesburguer duplo com batatas fritas com queijo e bacon, mas uma só vez por ano, e se o ano for bissexto. Prometo me esconder pra chorar quando você sair de casa aos 18 anos pra fazer faculdade, sabendo que poderá nunca mais voltar. Prometo não invadir o campo quando cinco trogloditas pularem em cima de você no jogo de futebol americano.
Não, isso eu não prometo.
Eu te prometo tudo (ou quase tudo), e só te peço uma coisa. Não se esqueça de onde você veio. Não se esqueça de que você é metade latino. Jamais tenha vergonha de falar espanhol ou português, mesmo quando você descobrir que existe uma hierarquia de culturas no mundo, e que o Brasil ou Porto Rico não encabeçam a lista. Perdoe sua mãe quando ela errar o passado de algum verbo irregular em inglês na frente dos seus amigos.
Agradeça em espanhol ao ajudante de garcon que limpar a mesa do restaurante em que você levar a sua namorada. Não finja que não entende português quando for a única pessoa do check in do vôo para o Rio com apenas uma mala, e estiver cercado por pessoas com bagagem suficiente para passar 40 anos no deserto e descobrir com Moisés a terra prometida. Não tenha vergonha do seu sobrenome Suarez Batalha, mesmo se você um dia tiver um emprego muito, muito chique, e só tenha Smiths, Alens, Caldwells e Williams como colegas. Você vai se chamar Gabriel pra levar a marca latina no nome e sobrenome. É isso o que os latinos dizem aqui, você sabia? Que todos eles nascem com uma marca. Você terá muito mais oportunidades do que a maioria dos latinos neste país, mas nunca deixará de ser um deles. Respeite todos os imigrantes – ilegais ou não. É sempre sofrido mudar de país, e a maioria deles veio de lugares tristes. E, de certa forma são mais do que você. Porque foram capazes de chegar onde chegaram com muito menos possibilidades.
É isso, Gabriel. Eu sei que você vai ser muito diferente de mim. Mas sei também que as palavras Eu te amo vão chegar no seu coração antes que I love you. E espero que a minha insistência faça você tão latino quanto eu. Mesmo quando você estiver quase se esquecendo de mim, jamais renegue o seu passado.
Se eu souber que isso aconteceu, só não vou baixar suas calças e bater na sua bunda cabeluda de homem feito porque meu olhar já fará o serviço.

Martha M. Batalha"

quarta-feira, 16 de maio de 2012

We're back...

Depois de tanto tempo sumidos, voltamos!!!!Estávamos trabalhando bastante, pois nessa época do ano o ritmo de trabalho na empresa é intenso, e mal temos tempo pra qualquer outra coisa que não seja uma planilha de excel... rs
Nesse meio tempo aconteceram tantas coisas, que temos que dividir por tópicos:

TCF-Q
Pegamos o resultado do TCF-Q há duas semanas, e para nossa surpresa, o resultado foi bom. Lois conseguiu um C1 na compréhension orale (Fala) e um B2 na compréhension écrite(Escuta). O Brian conseguiu um B1 pros dois.

IELTS
Somente a Lois que fez o IELTS, e o resultado também foi positivo, média 8,5. Posso fazer um post sobre a prova depois.

Linked in
Gente, o Linked in funciona!!! Enviamos alguns currículos, meio descrentes, para empresas nos Estados Unidos e Canadá, na nossa área. Conseguimos resposta da metade das empresas (a maioria dos EUA), e o Brian conseguiu uma entrevista por telefone. Infelizmente, não foi chamado para a vaga, que era na Califórnia, mas valeu a experiência.
Estamos tentando dedicar todos os dias uns 10 minutinhos para olharmos as vagas novas, e adicionarmos recrutadores. O maior problema que estamos encontrando é conseguir o sponsor, já que para trabalhar tanto nos EUA quanto no Canadá precisamos do visto específico de trabalho. Nossa prioridade é conseguir algo no Canadá, mas se “nada der certo” e conseguirmos nos EUA, vamos de mala e cuia! Rs

Nossa meta é enviar toda a documentação antes que maio acabe, temos que correr! =)

segunda-feira, 12 de março de 2012

Bad News - Tradução Juramentada

Hoje, pela manhã, dando um passeio pelos blogs amigos, vi no Dream on Canada que a partir de agora os documentos enviados deverão ser com tradução juramentada. Como não quis acreditar, rs, fui conferir no  Site Oficial da Imigração para Québec, e voilá, a informação procede.
Agora há um checklist de documentos que temos que enviar, como deve ser cada um (Original, Tradução juramentada, cópia simples, etc) e se é só o requerente principal, ou os dois. Achei mais organizado que os formulários anteriores (eles ainda devem ser preenchidos, mas temos agora o checklist para nos guiarmos e termos certeza que não falta nada).
Em relação à Tradução Juramentada, já estamos nos preparando para gastar um dinheiro que não estava previsto.
Veja como se calcula o preço da tradução (Fonte: Master Traduções):
A "lauda" é a "unidade de medida" para calcularmos o tamanho e o preço de uma tradução no Brasil.
Uma lauda corresponde a uma página contendo 25 linhas, e cada uma destas linhas contendo 40 caracteres. O cálculo foi adaptado para computador, e ficou determinado que uma lauda equivale a 1.000 caracteres de texto (descontados os espaços em branco, em conformidade com a “Deliberação da Jucesp” sobre a lauda eletrônica, publicada no D.O.E. aos 30/09/2008). O número de caracteres pode ser averiguado através do programa MS Word®. Abra o documento, e então vá ao menu "Ferramentas", "Contar Palavras". Veja o número de "Caracteres sem espaços", divida-o por 1.000, e o resultado será o número de laudas a traduzir.
Se você não tiver os documentos a serem traduzidos em arquivo eletrônico, por favor veja a página de seu documento que contiver mais texto, conte o número de linhas e o de caracteres e multiplique os dois valores. Pegue o resultado e divida por 1.000, e você terá o número de laudas. Para chegar ao preço total, multiplique o número de laudas pelo preço de cada lauda, conforme abaixo indicado.
Veja abaixo os preços de algumas traduções com entrega em prazo normal. Observe que "tradução" se faz para o português, e "versão" é para um idioma estrangeiro:
• Tradução juramentada dos idiomas inglês, espanhol, italiano, francês:
R$ 41,60 (quarenta e um reais e sessenta centavos) cada lauda - prazo normal.
• Versão juramentada dos idiomas inglês, espanhol, italiano, francês:
R$ 51,20 (cinquenta e um reais e vinte centavos) cada lauda - prazo normal.
Ainda não paramos para fazer as contas do gasto com tradução (e tenho até medo de ver quanto vai ficar! rs), mas assim que fizermos, postaremos.
Abraços,
Lois e Brian


terça-feira, 6 de março de 2012

TCF Quebec - 05/03/2012


Ontem (05/03/2012) eu, o Brian, e acredito que todo mundo que vai enviar o processo para Quebec depois das mudanças, fizemos o TCFQ.
Fizemos na Aliança do Rio, e, ao sair da prova, a sensação foi de mais uma etapa cumprida, e uma preocupação a menos.


Sobre a prova

A prova é dividida em duas partes, Compreensão Oral e Entrevista.
Começamos pela Compreensão Oral, uma prova de 30 questões, com nível crescente de dificuldade. Esta parte dura cerca de 30 minutos, cada questão é falada uma vez, e você tem que marcar entre A, B, C e D. Teoricamente, 25% de chance de acertar cada questão, mesmo sem entender lhufas de francês.
Nossa opinião é que, nesta parte, o principal é ter concentração e foco na prova, pois qualquer distração pode te fazer perder uma questão.

Entrevista


Eu, Lois, estava mais tensa na hora da prova de Escuta que durante a entrevista. Tinha feito o simulado da Compreensão Oral apenas uma vez no site da TV5, porém tinha treinado várias perguntas para a entrevista, graças ao blog Erable Carioca.

Fiz a entrevista com o Diretor da Aliança Francesa (não sei o nome, só sei que era francês), e ele foi bem simpático. O Brian fez a entrevista com a Diretora da Aliança de Ipanema.
A entrevista é toda gravada, para ser enviada pra França, onde será corrigida.
Conseguimos responder a todos os níveis de pergunta, até o C2, e percebemos que as perguntas vão ficando cada vez mais subjetivas. Para falar a verdade, algumas perguntas são difíceis de serem respondidas até em português, se você não tem opinião formada sobre o assunto.

Perguntas Lois
- Descreva sua casa.
- Descreva um dia normal da sua rotina.
- Pergunte ao entrevistador em que ele trabalha.
- Você acha que as pessoas do Oriente estão virando obesas? Por que? (a pergunta não era exatamente essa, mas perguntava sobre obesidade no Brasil)
- Você acha que a experiência profissional é mais importante que a formação acadêmica?
Teve mais uma, que eu não consigo lembrar de jeito nenhum... vou continuar colocando a cabeça para funcionar, se eu lembrar posto aqui!

Perguntas Brian
- Quanto tempo pra eu chegar no trabalho?
- Como eu fazia pra ir para o trabalho.
- O que eu faço durante a semana, por ordem de dias.
- Perguntar sobre a profissão da entrevistadora. (mesma pergunta da Lois)
O Brian também respondeu a mais perguntas, mas não lembra do restante...

A previsão que a Aliança nos deu para recebimento do resultado é de 30 a 45 dias. Acho que não fomos tão bem quanto poderíamos, mas foi melhor que esperávamos. Agora o foco é no IETLS, enquanto aguardamos o resultado do TCFQ!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Preços de carros no Canadá

Amigos, achei esse vídeo no facebook, e achei interessante compartilhar com vocês... Mostra o quanto os carros são caros no Brasil, e o quanto são baratos no Canadá...
Num vou nem reclamar do Brasil, porque confesso que estou com preguiça... rsrs

Bom dia pra todos!!!!!

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Curso de Inglês em Toronto - LSC

Como já contamos no post “Test Drive do Canadá”, em agosto/2011 passamos um mês estudando inglês em Toronto. Conforme prometido, o post teria desdobramentos, e voilá, este é sobre a escola!
Optamos pelo curso na LSC - Language Studies Canada, pois, de acordo com a agência que fechamos o curso, esta escola teria menos brasileiros e menos adolescentes, e encontraríamos pessoas mais parecidas com nosso perfil (20 e poucos anos ou mais, que trabalham e tal). Não sei quanto às outras escolas, mas posso dizer que conheci alguns brasileiros na LSC e vi bastante adolescentes.
Eu, Lois, optei pelo curso de Business English, e não me arrependo em nada da escolha. Fiz o módulo Avançado e fechamos o livro em quatro semanas.
O Brian fez o curso regular, nível avançado, e também gostou bastante.
Na minha turma, havia uma brasileira, porém só conversávamos em inglês, e nenhum adolescente. Talvez pelo curso que tenha escolhido, o perfil foi de uma turma mais madura e focada.
Por mais que o tempo tenha sido curto (apenas um mês de curso), achamos que valeu a pena e acrescentou novos conhecimentos em relação a língua inglesa. Porém, o que mais nos acrescentou foi a convivência com pessoas do mundo todo. Tivemos a oportunidade de conhecer coreanos, russos, espanhóis, italianos, suíços... e o Brian estudou com uma menina de um país europeu que nunca havíamos ouvido falar, Liechtenstein (tive que procurar no google para escrever corretamente... rs). Em que outra situação conheceríamos pessoas tão diferentes?
Além disso, a escola possui uma programação mensal com diversos passeios. Fomos pra Niagara e Québec com a escola, valeu muito a pena!
Então, nossa opinião é que valeu cada centavo investido no curso, e que, para quem não tem nenhum conhecimento de inglês, ou um conhecimento muito básico, é melhor praticar um pouco por aqui antes de ir. Até porque, passamos por alguns perrengues no aeroporto (que contaremos em outro post), que se não fosse o inglês, provavelmente estaríamos dormindo no JFK até hoje... =)
Para quem se interessou, seguem contatos da escola em Toronto:
124 Eglinton Avenue West
Toronto, Ontario M4R 2G8
tel: 416 488 2200
fax: 416 488 2225
toronto@lsc-canada.com
Site:
http://www.lsc-canada.com/lsc-toronto

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Rede Brasil Québec

Amigos, vale a pena dar uma passada no site da Rede Brasil Québec, uma rede social que tem como objetivo reunir brasileiros que participaram, participam ou pretendem participar do processo de migração do governo do Québec, na categoria “trabalhador qualificado”.

Pra se inscrever, é só clicar no link abaixo:
Rede Brasil Québec

Bonjour de France.com

Amis, viemos aqui só deixar a dica de um site bem legal pra quem está lutando com o francês, como o casal que aqui vos fala... rs
É o site Bonjour de France, com exercícios e joguinhos, totalmente gratuito!

Bons estudos! =)

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Ah, mas por que sair do Rio?!

Normalmente, quando conversamos com nossos amigos sobre o quanto gostamos do Canadá, que Toronto e Quebec são lugares incríveis, e que se pudéssemos viveríamos lá (sem nunca deixar claro a idéia da imigração, é claro), a maioria nos pergunta... “Ah, mas por que sair do Rio? É um lugar tão bonito...”
É, meus amigos, o Rio e o Brasil são lugares lindos, mas para nós, infelizmente, já deu. Como se não bastasse a greve da Polícia na Bahia, estão cogitando a possibilidade que a Polícia daqui do Rio também entre em greve amanhã, dia 10/02. Não vou opinar aqui se acho certo ou errado a greve, o problema é a sensação de insegurança constante que vivemos.
Para vocês terem noção, hoje, ao sairmos do trabalho, levamos nosso material, e ficou acordado que a equipe amanhã acompanhará o noticiário antes de sair de casa. Se a polícia estiver trabalhando, ok, vamos trabalhar. Caso contrário, é “home office”.
E esse é só um dos milhares de exemplos que temos pra citar de como a violência vai aos poucos afetando nossa vida, e a gente vai “se acostumando” e dando um jeitinho. 
Para ser sincera, além de outros diversos motivos, a violência no Rio, e no Brasil em geral, é o principal fator que nos fez ter certeza que a imigração é o melhor caminho para fugir dessa situação. Não que estamos esperando encontrar o paraíso no Canadá, sabemos que lá existem crimes, roubos, mendigos, etc. Mas queremos poder pegar um ônibus com tranquilidade, sair de casa sem medo, dirigir em vias expressas dentro do limite de velocidade...  coisas tão simples, que a gente não pode fazer aqui pelo Rio.

sábado, 28 de janeiro de 2012

Links de Rádios interessantes em Inglês e Francês

Como podemos trabalhar com fones ouvindo música, aproveito as 8 horas diárias que passo no escritório (que às vezes viram 10, 12 horas... rs) para treinar os ouvidos para o inglês/francês. Confesso que acabo ouvindo muito mais as rádios em inglês, por razões óbvias: consigo entender o que está sendo falado sem precisar prestar muita atenção e as músicas que tocam são mais conhecidas. Mas ultimamente tenho me forçado a acostumar os ouvidos com o francês, afinal, quando chegarmos em Québec não terá outro jeito...

Inglês
Chum FM Toronto – 104.5 - http://www.chumfm.com/

Se define como “Today’s best music” e toca pop. Os locutores sempre conversam bastante entre si, fazem promoções e dão notícias sobre Toronto. Bom para praticar o inglês e ficar informada sobre os últimos acontecimentos da cidade. Peguei a dica desta rádio no blog “Do forno para o Freezer”, um blog bem legal!

Kbay FM San José – 94.5 - http://www.kbay.com/
Rádio bem parecida com a Chum FM, porém com locutores mais animados. Durante a manhã tem o “Sam and Lisa show”, no qual os locutores fazem fofoca, falam do tempo, do trânsito, etc. Bom para melhorar o inglês e ficar sabendo do que acontece na vida dos famosos e em San José.

Francês
Rythme fm – Montreal - 105.7 - www.rythmefm.com/montreal/

Rádio com o pop de Québec, além de músicas em inglês. Muito difícil entender o que os locutores falam, praticamente impossível. Boa para conhecer cantores/bandas que fazem sucesso na parte francesa do Canadá.

RFI – França - http://www.rfi.fr/
No site, você consegue escolher entre a rádio só de notícias ou de música. Particularmente, não gosto muito de música francesa, meu ouvidos sempre estranham o ritmo. Acabo sempre ouvindo as notícias, a pronúncia (pelo menos para mim) é muito mais clara que a da Rythme fm.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Contabilidade no Canadá

Trabalhamos com contabilidade aqui no Brasil, e temos toda intenção de continuar na mesma área quando imigrarmos. Sabemos que para tanto, além de validar o diploma obtido aqui no Brasil, teremos que fazer alguns cursos e obter algumas cerificações para fazer parte da Ordem de Contadores do Canadá, que seria o equivalente a tirar o CRC aqui no Brasil.
Para os que não sabem, o Brian é formado em Contábeis, e a Lois em Administração, e está cursando Contábeis.

Abaixo estão os três tipos de certificados que um Contador pode ter no Canadá, dependendo da área que queira se especializar:

CGA

Um CGA (Certified General Accountant) é um profissional que pode prestar uma variedade de serviços financeiros e serviços contábeis. Esse serviço inclui impostos e serviços de auditoria externa, mas também gerenciamento financeiro, auditoria interna e planejamento estratégico de serviços.  Mais informações no link: http://accountingincanada.ca/cga/


CMA

Um CMA (Certified Management Accountant) é um profissional que é capaz de fornecer aos empregadores o equilíbrio entre contabilidade, administração e estratégia. CMAs podem trabalhar nas áreas de planejamento estratégico, vendas e marketing, TI, recursos humanos, finanças e operações. Mais informações no link: http://accountingincanada.ca/cma/


CA

No Canadá, um CA (Chartered Accountant) pertence ao Canadian Institute of Chartered Accountant (CICA). O campo de trabalho engloba business e finanças, incluindo auditoria, impostos, e gerenciamento financeiro.  Mais informações no link: http://www.cica.ca/


De acordo com nossas pesquisas até o momento, a maiorias das vagas para contador/auditor exige o CA ou CPA (Certified Public Accoutant), que é a certificação americana. Assim, nosso planejamento é, ao chegar no Québec, nos inscrevermos no curso de CA o quanto antes, para melhorar as oportunidades de emprego.